Emergemix

POCI-01-0145-FEDER-030922

Os contaminantes químicos emergentes (ECCs) têm sido detectados no ambiente, mas o conhecimento do seu destino e efeitos biológicos é ainda limitado, especialmente em misturas. Os ECCs têm origem em efluentes industriais, domésticos e hospitalares, escoamentos da agricultura, pecuária e aquicultura. As estações de tratamento de águas residuais não estão concebidas para eliminar os ECCs e estes têm sido encontrados nos ecossistemas aquáticos. As nanopartículas de prata (Ag-NPs) têm sido incorporadas numa vasta gama de produtos, principalmente devido ao efeito antimicrobiano do Ag+. Além disso, o crescimento da população humana e o aumento das necessidades em cuidados de saúde têm levado ao aumento da quantidade e diversidade de fármacos consumidos. A ciclofosfamida (CYC) é usada na terapia do cancro e é um citostático listado como fármaco de preocupação ambiental. Os microplásticos são poluentes de grande preocupação à escala global e, assim, é necessário mais conhecimento sobre os efeitos biológicos e ecológicos dos ECCs para melhorar a avaliação dos riscos para a saúde humana e ambiental, tal como exigido pela regulamentação nacional e europeia (MSFD:2008/56/CE).
Os membros da equipa deste projecto avaliaram os efeitos das NPs metálicas (e.g. PTDC/AAC-AMB /121650/2010) e de microplásticos (JPIOCEANS/0005/2015; PLASTICGLOBAL-PTDC/MARPRO/1851/2014) em espécies aquáticas. O projecto EMERGEMIX utilizará misturas ambientalmente relevantes de AgNPs, nanoplásticos e CYC para aumentar o conhecimento sobre os seus efeitos em espécies e comunidades de ecossistemas de água doce, estuarinos e marinhos, usando parâmetros a diferentes níveis de organização biológica. Isto contribuirá para identificar biomarcadores de stress, elucidar os mecanismos de acção dos ECCs e determinar a toxicidade para os organismos, populações e comunidades, e melhorar as bases de avaliação do risco ambiental e de segurança no uso dos ECCs. Os organismos modelo seleccionados, amplamente usados em ecotoxicologia, são o mexilhão Mytillus galloprovincialis e a espécie exótica invasora Corbicula fluminea. Também, os impactos dos ECCs para as comunidades aquáticas e os processos ecológicos serão examinados na decomposição da folhada conduzida por micróbios e invertebrados trituradores em águas doces e estuarinas.
Investigaremos a capacidade das células iniciarem um sistema de defesa antioxidante eficiente, medindo as respostas de enzimas antioxidantes, a indução de metalotioneínas, a peroxidação lipídica e os danos no DNA, em fungos, invertebrados e bivalves. Análises de proteómica permitirão descobrir novos biomarcadores de exposição e elucidar os mecanismos de toxicidade dos ECCs em misturas nos sistemas biológicos.
Por fim, usaremos os dados físico-químicos, biológicos e ecológicos para obter linhas de evidência múltiplas numa abordagem de ponderação de evidências para avaliar os riscos associados à exposição a misturas de ECCs em ecossistemas aquáticos.

Project Main Goals:

EmergeMix - Impacts of mixtures of emerging contaminants in aquatic ecosystems across multi-levels of biological organization.
The EMERGEMIX project will use environmentally relevant mixtures of silver nanoparticles, Nplas and ciprofloxacin to expand our knowledge on their effects on species and communities from freshwater, estuarine and marine ecosystems, using parameters at different biological organization levels. This will contribute to identify biomarkers of stress, elucidate the mechanisms of action and interaction between emerging chemical contaminants (ECCs), and determine toxicity to organisms, populations and communities, ultimately contributing to improve the bases of environmental risk assessment and safety in the use of ECCs.

RESULTS
DISSEMINATION

Participação do CIMA no programa da RTP1 Linha da frente com a entrevista ao grupo de Ecotoxicologia Marinha visível a partir do minuto 27:14

https://www.rtp.pt/play/p9874/e616810/linha-da-frente

OTHER TEAM MEMBERS // PARTNERS

CBMA / University of Algarve | ICBAS | University of Porto