Place attachment, risk perception, and preparedness in a population exposed to coastal hazards: A case study in Faro Beach, southern Portugal

Place attachment, risk perception, and preparedness in a population exposed to coastal hazards: A case study in Faro Beach, southern Portugal

Os investigadores Rita Domingues e Óscar Ferreira, do Centro de Investigação Marinha e Ambiental, em colaboração com Saúl Neves de Jesus, do Centro de Investigação em Turismo, Sustentabilidade e Bem-estar, da Universidade do Algarve, acabam de publicar um artigo sobre a relação entre o apego ao lugar e a perceção relativamente aos riscos costeiros nos residentes da Praia de Faro. O objetivo deste estudo é perceber o efeito da ligação emocional à praia e a experiência com ameaças costeiras na perceção de risco dos residentes, e o impacto da perceção de risco na adoção de comportamentos preventivos face a potenciais ameaças costeiras. O estudo baseou-se na administração de um questionário de auto-relato a cerca de 130 residentes da Praia de Faro.


De acordo com a investigadora Rita Domingues, "observa-se que os residentes de muitos locais expostos a ameaças naturais, como a Praia de Faro, sentem-se seguros e não querem mudar-se para zonas mais seguras. Esta atitude face ao risco não está relacionada com falta de informação ou conhecimento (aliás, os residentes da praia de Faro, sobretudo os pescadores, têm um vasto conhecimento acerca dos processos costeiros), mas sim com uma forte ligação emocional ao lugar, que faz com que a sua perceção de risco diminua. É uma forma de lidar psicologicamente com a ameaça, num processo conhecido como normalização do risco".

O artigo foi publicado na revista International Journal of Disaster Risk Reduction e pode ser consultado aqui:


https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S2212420921002545?via%3Dihub

Characteristics of organic matter sources from Guadiana Estuary salt marsh sediments (SW Iberian Peninsula)

Kumar, M., Boski, T., González-Vila, F., Jiménez-Morillo, N., González-Pérez, J.

Mulheres e o mar

Mulheres e o Mar

“Quando o helicóptero se encontrava em voo estacionário era possível sentir o calor que emanava da cratera do vulcão e das correntes de rocha líquida, mesmo dentro da cabina fechada.”

 

“A análise aos contaminantes presentes nas águas do Mar do Algarve abre janelas sociológicas e sanitárias: nas regiões menos turísticas, deteta-se a presença de fármacos ligados a patologias da idade ou oncológicas. Já nas águas onde há mais turismo, são fármacos como antidepressivos, o paracetamol ou o ibuprofeno que dominam.”

 

“A praia estava cheia de pessoas, mais precisamente 546 pessoas, entre homens, mulheres e crianças. Um mar de gente com uma dimensão que nunca tinha visto e que não voltei a ver durante a missão.”

 

“O golo do Éder chegou pelo apito empolgado dado pelo comandante do navio, fundeado na Selvagem Grande. A notícia chegou do mar, antes de ser confirmada na televisão. (…) Não sei se Éolo, o senhor dos ventos, era simpatizante da seleção francesa, mas despejou sobre nós toda a sua raiva. (…) Éramos campeões europeus, mas durante algumas horas, trinta portugueses nem se lembraram disso.”

 

“A passagem pelo paralelo 600 faz-se envolta num sentimento único visto representar a entrada na zona antártica. Ainda recordo, na aterragem à Península Antártica, as imagens incomparáveis e únicas: blocos de gelo e icebergs (alguns de um azul fascinante), os flocos de neve a cair, o mar espelhado…”

 

 

“MULHERES E O MAR”

 

Se Portugal é um país de Mar, serão as portuguesas mulheres de Mar? Durante séculos, a História, a Cultura, a Iconografia, a Sociologia e a atenção mediática centraram as narrativas da nossa relação com o Mar na perspetiva masculina. Foram e são homens os celebrados descobridores e marinheiros, os pescadores e cientistas, os aventureiros e poderosos. E, no entretanto, onde estiveram as mulheres? Mais importante ainda, hoje, no início do século XXI, onde estão as “Mulheres e o Mar”?

Elsa Páscoa, jornalista e escritora, foi à procura delas. E nesta obra, lançada pela Diário de Bordo quando se celebra o Dia Internacional da Mulher, apresenta 36 perfis de mulheres, cujas vidas têm o Mar como paixão e vértice comum.

Militares da Marinha Portuguesa e graduadas da Marinha Mercante. Cientistas e campeãs de vela, surf e bodyboard. Defensoras das fronteiras marítimas nacionais e europeias. Investigadoras da História do Mar e contadoras de histórias. Faroleiras. Nadadoras-salvadoras. Pescadoras e “pescadeiras”. Mergulhadoras com tubarões em perigo e defensoras do Ambiente. Pilotos de helicóptero e pioneiras de mecânica e de laboratório. Da juventude dos 21 anos à experiência dos 81 anos. É delas o livro “Mulheres e o Mar”, que agora chega ao público.

 

 

Ficha Técnica

Título: “Mulheres e o Mar”

Coordenação: Elsa Páscoa

Edição: Diário de Bordo

ISBN: 978-989-54923-4-3

1.ª Edição: Março de 2021

 

Contactos

Elsa Páscoa

This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

964 842 092

Barrier island resilience assessment: Applying the ecological principles to geomorphological data

New published article: Barrier island resilience assessment: Applying the ecological principles to geomorphological data

Aikaterini Kombiadou, Ana Matias, Susana Costas, Ana Rita Carrasco, Theocharis Plomaritis, and Óscar Ferreira presents

Surrogate-Based Optimization of Tidal Turbine Arrays: A Case Study for the Faro-Olhão Inlet

Eduardo Gorbeña, André Pacheco, Theocharis Plomaritis, Óscar Ferreira, Cláudia Sequeira, Theo Moura.

As quantidades de lixo, plástico e microplástico estão a aumentar no oceano?

As quantidades de lixo, plástico e microplástico estão a aumentar no oceano?

Um novo artigo foi publicado com a participação de Maria João Bebianno, onde foi compilada a tendência do lixo marinho incluindo plásticos e microplásticos no oceano, discutindo as tendências na quantidade de lixo marinho, revelando a presença de crescente de plásticos em áreas remotas. Embora em várias áreas geográficas e em vários compartimentos a quantidade de plástico tenha atingido um estado estacionário noutras áreas é necessário aumentar a investigação.


Galgani, F., Brien, A.So., Weis, J. et al Bebianno, M. J. Are litter, plastic and microplastic quantities increasing in the ocean? Microplastics & Nanoplastics 1, 2 (2021).

https://doi.org/10.1186/s43591-020-00002-8

 

Anthropogenic, Direct Pressures on Coastal Wetlands

Newton, A., Icely, J., Cristina, S., Gerardo M. E. Perillo, R. Eugene Turner, Dewan Ashan, Simon Cragg, Yongming Luo, Chen Tu, Yuan Li, Haibo Zhang, Ramachandran Ramesh, Donald L. Forbes, Cosimo Solidoro, Béchir Béjaoui, Shu Gao, Roberto Pastres, Heath Kelsey, Dylan Taillie, Nguyen Nhan, Ana C. Brito, Ricardo de Lima and Claudia Kuenzer

Ria Formosa

Ria Formosa: challenges of a coastal lagoon in a changing environment

O livro “Ria Formosa: challenges of a coastal lagoon in a changing environment” acaba de ser publicado cujos editores são Jaime Aníbal, Ana Gomes, Isabel Mendes & Delminda Moura. Aproveitamos a oportunidade para agradecer a colaboração e empenho de todos os intervenientes, que tornaram possível a publicação deste livro.

Para consultá-lo basta aceder ao seguinte link: http://hdl.handle.net/10400.1/12475

Simulating Destructive and Constructive Morphodynamic Processes in Steep Beaches

Simulating Destructive and Constructive Morphodynamic Processes in Steep Beaches

Investigadores do CIMA voltam a publicar, desta vez sobre a Simulação de processos morfodinâmicos destrutivos e construtivos em praias íngremes.

O ciclo completo de mudança morfodinâmica da praia (erosão e recuperação gradual), crítico para avaliar a mudança na praia em escalas temporais mais longas, é modelado seguindo uma abordagem inovadora (os modelos normalmente focam-se apenas na erosão) relativamente à incidência da tempestade Emma na Praia de Faro.

The full cycle of beach morphodynamic change (erosion and gradual recovery), critical to assessing beach change over longer temporal scales, is modelled following an innovative approach (models typically focus only on erosion) for the incidence of Emma storm in Faro Beach.

https://doi.org/10.3390/jmse9010086

Temporal variability of flooding events of Guadiana River (Iberian Peninsula) during the middle to late Holocene: Imprints in the shallow-marine sediment record

Mendes, I., Lobo, F.J., Hanebuth, T.J.J., López-Quirós, A., Schönfeld, J., Lebreiro, S., Reguera, M.I., Antón, L., Ferreira, Ó.

DOSI Paper - Deep-Sea Research

It was recently published the DOSI Decade position paper entitled Deep-Sea Research in the Decade of Ocean Science - Mapping the role of the deep ocean in human society

Palynostratigraphic reassessment of the Late Devonian of Bjørnøya, Svalbard

Palynostratigraphic reassessment of the Late Devonian of Bjørnøya, Svalbard

Gilda Lopes, investigadora do CIMA, acaba de publicar um artigo numa revista internacional focado no seu trabalho no Ártico,  ilha de Bjørnøya, arquipélago de Svalbard, o qual decorreu em 2016. Esta ilha é uma área protegida norueguesa onde raramente autorizações para estudos científicos são obtidas tornando, assim, este estudo um marco importante para a comunidade científica. A investigadora colheu rochas para analisar esporos de plantas com mais de 370 milhões de anos. Os dados obtidos permitiram determinar melhor as idades das rochas, detalhar algumas das mais antigas plantas que existiram nos continentes e, melhor compreender a evolução destes antigos paleoambientes.

 

https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0034666720302803

 

Barrier island resilience assessment: Applying the ecological principles to geomorphological data

Kombiadou, K., Matias, A., Costas, S., Rita Carrasco, A., Plomaritis, T. A., & Ferreira, Ó.

duna process-based models

Coupling nearshore and aeolian processes: XBeach and duna process-based models

A new dune profile model, Duna, is developed by CIMA researchers

Perfluorooctane sulfonic acid (PFOS) adsorbed to polyethylene microplastics: accumulation and ecotoxicological effects in the clam Scrobicularia plana

Perfluorooctane sulfonic acid (PFOS) adsorbed to polyethylene microplastics: accumulation and ecotoxicological effects in the clam Scrobicularia plana

Investigadores do CIMA publicam novo artigo sobre o efeito de microplásticos, quando na presença de outros contaminantes no meio marinho, particularmente na presença de PFOS.

Desenvolvido no Âmbito do projeto EPHEMARE e financiado pelo JPI OCEANS. 

https://doi.org/10.1016/j.marenvres.2020.105249

 

2º Relatório do Estado do Oceano | Nações Unidas

2º Relatório do Estado do Oceano | Nações Unidas

As Nações Unidas aprovam no final de 2020, na reunião da Assembleia Geral, o 2º Relatório do Estado do Oceano, onde se identificam problemas e soluções da evolução do estado do ambiente marinho a partir de 2015.

Para a elaboração do referido relatório participaram 25 Peritos nomeados pelas Nações Unidas dos quais se destaca a Professora Maria João Bebianno, até à data a única Portuguesa a integrar um grupo desta natureza a nível das Nações Unidas. Participaram ainda no capítulo sobre o impacto das alterações da introdução de nutrientes no meio marinho a Professora Alice Newton também do CIMA e na parte sobre o ruído no oceano o Professor Sérgio de Jesus da Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade do Algarve.

Este segundo relatório inclui uma avaliação das alterações que ocorreram no oceano desde a elaboração do 1º relatório, contribuindo diretamente para que possam vir a ser alcançados os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2020-2030 das Nações Unidas, e indicando ainda temas relevantes para os objetivos societais da Década para a Ciência dos Oceanos das Nações Unidas para o Desenvolvimento Sustentável, incluindo uma importante contribuição para Limpar o Oceano, proteger os ecossistemas marinhos, conhecer o oceano para que seja possível um desenvolvimento sustentável, promover a segurança do oceano, explorar de uma forma sustentável o oceano para fins alimentares e o seu uso económico sustentável.

Com a aprovação recente pela EEA Grants no âmbito da Literacia do Oceano do projeto GLOBOCEAN, o CIMA prevê, com a colaboração da United By de Sea, elaborar vídeos infográficos que irão traduzir as importantes conclusões deste relatório para gestores e decisores.

Anthropogenic pressures on coastal wetlands

Anthropogenic pressures on coastal wetlands

A newly published article, Anthropogenic pressures on coastal wetlands, results from the collaboration of past and present members of Future Earth Coasts, (formerly LOICZ). This was a large, review paper with many collaborators, and three of the co-authors are from CIMA-Centre for Marine and Environmental Research. CIMA is a Regional Engagement Partner of Future Earth Coasts.
The lead author, Alice Newton a former LOICZ chairperson, says: "Global projects, like Future Earth Coasts, bring scientists together, so that they can gain a common perspective on global issues". The article covers wetlands from the Arctic to the equator, in six continents. Some of the wetlands are small and some are very large. Some are in densely populated areas and some are remote. "We used the same social-ecological framework, based on DPSIR (Driver-Pressure-State-Impact-Response), to analyse all these wetlands" said Alice. "We look forward to a second article, in which we can further the analysis to look for equitable, sustainable solutions, not just to describe the problems".
The article is available in Open Access from this link.

Surficial sediment texture database for the south-western Iberian Atlantic margin made by Susana Costas and other CIMA members

A new database, IBAM-Sed, includes the textural characterization of sediment samples along the southern Atlantic coast of the Iberian Peninsula that is presented in the new article made by Susana Costas and other CIMA members. The article was published at the Earth System Science Data, an international journal for research data. This database has the results from 24 projects with a total of 4727 samples collected during twenty years.

 

Read the full article here!

THE STRUCTURE OF INCIPIENT COASTAL COUNTER CURRENTS IN SOUTH PORTUGAL AS INDICATOR OF THEIR FORCING AGENTS

The structure of incipient coastal counter currents in South Portugal as indicator of their forcing agents

Luciano De Oliveira Júnior, Erwan Garel, Paulo Relvas | This study investigates the physics that drive the development of westward, nearshore, currents along the south coast of Portugal (episodically bringing warm water in the region in summer and autumn). Based on a large current dataset, it is shown that these flows tend to develop near the bed first (and later near the surface), contrarily to the opposite, eastward, flows which are often observed near the surface first. This specific pattern of westward flows clearly indicates that they are generally not produced by local wind. Analytical considerations rather support that they result from the imbalance of an alongshore pressure gradient.

 

Keywords: Coastal flow; Upwelling circulation; Flow reversal; Alongshore pressure gradient; Gulf of Cadiz

https://doi.org/10.1016/j.jmarsys.2020.103486

Minerals Working Group

Minerals Working Group preparou documento com comentários durante a consulta pública da Declaração de Impacto Ambiental

A investigadora Nélia Mestre fez parte do grupo de peritos internacionais e membros do DOSI (Deep Ocean Stewardship Initiative) - Minerals Working Group que preparou o documento com comentários durante a consulta pública da Declaração de Impacto Ambiental para o teste no mar profundo de um pré-protótipo de coletor de nódulos polimetálicos emitida pelo Ministério das Ciências da Terra do Governo da Índia. O teste à mineração pretende ser desenvolvido em águas internacionais na zona central da bacia do oceano Índico. Este documento está disponível aqui: https://www.dosi-project.org/wp-content/uploads/DOSI_Submission_MoESEIS.pdf

New experiment with TEC

The new article published by the journal ”Energy” shows the results of an experiment with an existing tidal energy converter (TEC). The experiment was made by CIMA and CCMAR from University of Algarve and the business center MarSensing Lda and performed at Faro-Olhão Inlet. This paper presents data that’s now available to the scientific community and to TEC industry developers so they can worry about TEC technology efficiency, environmental effects and interactions. Besides this, the paper is a contribution to the SCORE project, funded by the Portuguese Foundation for Science and Technology.

Click here to read the full article!

 

Nature Climate Change

Sandy beaches around the world under threat from climate change

Theocharis Plomaritisis is a CIMA researcher that belongs to the team that published the article "Sandy beaches around the world under the threat of climate change", a study published yesterday in the journal Nature Climate Change.

Effects of Tidal-Forcing Variations on Tidal Properties Along a Narrow Convergent Estuary

In a new article, a researcher from CIMA (Erwan Garel) describes a new analytical approach to analyse tidal propagation along estuaries in function of variable forcing conditions at the mouth (e.g., tidal amplitude). Applied at the Guadiana Estuary, the method provides direct insights about neap-spring variations resulting from the relative effects of friction, morphologial convergence and wave reflection at the estuary head.
 
Garel E., Cai H., 2018. Effects of tidal-forcing variations on tidal properties along a narrow convergent estuary. Estuaries and Coasts. https://doi.org/10.1007/s12237-018-0410-y

 

 Potential Ecotoxicological Risks of Nanopharmaceuticals in the Aquatic Environment

Potential Ecotoxicological Risks of Nanopharmaceuticals in the Aquatic Environment

Maria João Bebianno publica com colegas do CCMAR (Ana Grenha e Jorge Filipe Pontes) e do Instituto de Patologia tropical e de Saúde Pública da Universidade Federal de Goiás (Thiago Rocha e André Amaral), um capítulo intitulado Potential Ecotoxicological Risks of Nanopharmaceuticals in the Aquatic Environment, no livro publicado pela editora Springer, intitulado Nanopharmaceuticals Principles and Applications Vol. 1, onde é feita uma revisão do modo de ação e da ecotoxicidade de nanofarmaceuticos em ambientes aquáticos, se identifica a produção e o tipo de nanofarmacêuticos usando métodos biotecnológicos e se avalia o risco ambiental desses produtos para o ambiente aquático.

Fate and Effects of Cytostatic Pharmaceuticals in the Marine Environment

Fate and Effects of Cytostatic Pharmaceuticals in the Marine Environment

Maria João Bebianno e Tainá Garcia Fonseca publicam um capítulo sobre

The Center continues the study on the effect of microplastics on bivalves

It is estimated that there are currently 150 million tons of plastics in the oceans, and that by 2050 they could reach 850 million tons, when more plastic is expected to be available than fish in the ocean. CIMA - Center for Marine and Environmental Research of UAlg, aware of this serious problem, is carrying out several research on the effect of microplastics on bivalve molluscs, and recently published the latest findings in the journal Frontiers in Marine Science (FMARS). "

 

This publication was the result of a collaboration with the University of Antwerp in Belgium and the Man-Technology-Environment Research Center (MTM) of the University of Orebo, Sweden.

Held under the JPI Oceans EPHEMARE project, research focuses on the ecotoxicological effects of microplastics with other contaminants (petroleum components, tanning agent components) absorbed in marine ecosystems. Microplastics are plastics smaller than 5 millimeters, which result from the degradation of plastic in the ocean.

In the now published article it was concluded that microplastics have an inflammatory effect on the species studied and are also a source of contamination with other contaminants such as those derived from hydrocarbons to marine organisms.

It should be noted that in an article published in 2017 in the magazine Marine Pollution Bulletin by the CIMA team, in collaboration with researchers from the Molecular Chemistry-Physics Center and the Institute of Nanosciences and Nanotechnology of the Instituto Superior Técnico, that these bivalves can accumulate microplastics in their tissues. This accumulation gives rise to oxidative stress, neurological and genetic effects. Even after exposure to microplastics is complete, the total elimination of the tissues of these bivalves takes more than a week, indicating that these accumulated microplastics can be transferred to higher trophic levels.

Reference of the article: "Ecotoxicological Effects of Chemical Contaminants Adsorbed to Microplastics in the Flat Scrobicularia Clam", Sarit O'Donovan, Nélia C. Mestre1, Serena Abel, Tainá G. Fonseca1, Camilla C. Carteny, Bettie Cormier, Steffen H. Keiter and Maria J. Bebianno. Fronteirs of Marine Science (doi: 10.3389 / fmars.2018.00143).

 

 

 

Comunidades Energéticas Sustentáveis

O Livro Comunidades Energéticas Sustentáveis

Francisco Calhau, membro do Centro de Investigação Marinha e Ambiental (CIMA) da Universidade do Algarve, lançou o livro "Comunidades Energéticas Sustentáveis: Estudo de Implementação de uma Comunidade Eólica no Algarve".

O livro aborda o tema da geração de eletricidade com recurso à energia eólica, dando assim o seu contributo para a redução das emissões de dióxido de carbono e demais gases causadores do efeito de estufa. 

O Principal objetivo do trabalho foi estudar a implementação de uma unidade de geração de eletricidade a partir da energia eólica, que permita satisfazer as necessidades de consumo de uma pequena comunidade local, na região do Algarve, e analisar a sua viabilidade financeira e económica. Este estudo é um excelente contributo para a maior utilização das energias renováveis na geração de eletricidade de forma descentralizada, em particular através da energia eólica, incentivando-se a constituição de sistemas locais de geração de eletricidade para autoconsumo de pequenas comunidades urbanas, indo ao encontro do conceito das Renewable Energy Communities, mais especificamente das Wind Communities

Exploitation Regulations

Working draft – Exploitation Regulations

Nélia Mestre fez parte do grupo de peritos internacional DOSI Minerals Working Group que preparou um documento com comentários ao regulamento de exploração de recursos minerais no mar profundo que está a ser preparado pela International Seabed Authority. Este documento foi submetido e está disponível aqui: https://www.dosi-project.org/topics/minerals/ 

Mussel  study  determines  risk  posed  by  rare earth metals to marine environments

Mussel study

Estudo levado a cabo por investigadores do CIMA é notícia na newsletter da UE “Science for Environmental Policy”. Trata-se de um estudo em mexilhões que demonstra o risco causado por metais raros no ambiente marinho.

Rocha, T. L., E. Bilbao, C. Cardoso, M. Soto, M. J. Bebianno (2018). Changes in metallothionein transcription levels in the mussel Mytilus galloprovincialis exposed to CdTe quantum dots. Ecotoxicology, 27,(4), 402–410

Two members of CIMA, M. Bebianno and Thiago Rocha published the article “Changes in metallothione in transcription levels in the mussel Mytilus galloprovincialis exposed to CdTe quantum dots” recently in the Ecotoxiclogy journal. Quantum dots are fluorescent metal nanoparticles, which have a cadmium core and due to their optical properties have various biomedical, industrial and commercial applications. However, their metabolism and detoxification processes when accumulated in marine invertebratesthe hazards that these particles may have for human healthare still poorly understoodThe work now published evaluates the accumulation of these nanoparticles in marine bivalves (the mussel) and confirms the relevant role of metallothionines and the transcription of the MT10 and MT20 genes in the process of detoxification of quantum dots, nanoparticles of Cd and tellurium when accumulated in mussels

 

Research is needed to inform environmental management of hydrothermally inactive and extinct polymetallic sulfide (PMS) deposits C.L.

C.L. Van Dover, A. Colaço, P.C. Collins, P. Croot, A. Metaxas, B.J. Murton, A. Swaddling, R.E. Boschen-Rose, J. Carlsson, L. Cuyvers, T. Fukushima, A. Gartman, R. Kennedy, C. Kriete, Nélia C. Mestre, T. Molodtsova, A. Myhrvold, E. Pelleter, S. O. Popoola, P.-Y. Qian, J. Sarrazin, R. Sharma, Y.J. Suh, J.B. Sylvan, C. Tao, M. Tomczak, J. Vermilye 

The Geology of Iberia: A Geodynamic Approach

The Geology of Iberia: A Geodynamic Approach

Uma das obras científicas mais completas sobre a Geologia da Península Ibérica acabou de ser publicada pela Springer Nature, enquadrada na sua série Regional Geology Reviews. A obra intitulada The Geology of Iberia: A Geodynamic Approach, projetada em cinco volumes, inclui a participação de dois elementos do CIMA em diversos capítulos do volume 2 - The Variscan Cycle. Parabéns ao Prof. Paulo Fernandes e Investigadora Gilda Lopes.
https://link.springer.com/book/10.1007/978-3-030-10519-8

CIMA paper published in the Quaternary International journal

Recently a paper published in the Quaternary International journal by Kumar et al. (2018)

Pollution and Debris

Pollution and Debris

Nélia Mestre will be joining Lucy Woodall as Co-Lead of the new working group on Pollution & Debris in the deep sea of the DOSI (Deep-Ocean Stewardship Initiative)

article: Nearshore hydrodynamics at pocket beaches....

CIMA researchers published an article on the Journal Estuarine, Coastal and Shelf Science entitled "Nearshore hydrodynamics at pocket beaches with contrasting wave exposure in southern Portugal”.
A global ‘greening’ of coastal dunes: An integrated consequence of climate change?

A global ‘greening’ of coastal dunes: An integrated consequence of climate change?

A Investigadora Susana Costas voltou a colaborar num trabalho realizado recentemente relativamente a diferentes pontos críticos como: o crescimento generalizado da vegetação costeira das dunas em muitas latitudes nas últimas três décadas; o aumento da cobertura vegetal das dunas que pode proporcionar melhor resistência à erosão ao longo das costas orladas; campos de dunas costeiras podem se estar a mover em direção a uma fase de dinâmica estática; a escala global de “esverdeamento” das dunas costeiras pode ser impulsionada por uma combinação de mudanças no clima e na composição atmosférica.

 

https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0921818119303327?fbclid=IwAR0gnxhEW3zYz7zPn2Tk9NwqHXxIkKwGsjwziANfptHKTCkJLwx6dckk7Sc

Article: Metal interactions between the polychaete Branchipolynoe seepensis ...

The research team of  Ecotoxicology and Environmental Chemistry of CIMA, in collaboration with the University of the Azores and the CSIC of Cadiz, has published a new article in the journal Marine Environmental Research on interactions between species entitled "Metal interactions between the polychaete Branchipolynoe seepensis and the mussel Bathymodiolus azoricus from Mid-Atlantic-Ridge hydrothermal vent fields ", by Maria João Bebianno, Cátia Cardoso, Tânia Gomes, Julian Blasco, Ricardo Serrão Santos and Ana Colaço.
Entrevista de Maria João Bebianno para a Revista de Marinha

Artigo de Maria João Bebianno para a Revista de Marinha

O oceano é parte do grande sistema terrestre e deve ser um espaço seguro e de boa qualidade ambiental; representa 71% da superfície do planeta, 60% do qual é ocupado por áreas para além da jurisdição nacional em que 90% dessas áreas contêm várias formas de vida. Maria João Bebianno num artigo à Revista de Marinha

https://revistademarinha.com/oceano-em-perigo/

Article: The exposure of mussels to metallic nanoparticles of cadmium...

The exposure of mussels to metallic nanoparticles of cadmium (Quantum dots) induces changes in the metallothionein gene (mt20IV) indicating a specific response of this gene in the metabolism and a protection against oxidative stress caused by the accumulation of Quatum dots in mussel tissues. These results are presented in the publication "Changes in metallothionein transcription levels in the mussel Mytilus galloprovincialis exposed to CdTe quantum dots" by Thiago Lopes Rocha, Eider Bilbao, Cátia Cardoso, Manu Soto and Maria João Bebianno published online in the journal Ecotoxicology.

Other Publications

O CIMA é financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) através da referência UIDP/00350/2020, com sede no Campus Universitário de Gambelas, Edifício 7,  8005-139 FARO PORTUGAL. Tel: 351 289 244 434, 351 289 800 100; E-mail: cima@ualg.pt (+ info)
Image
Image
Image
Image
O CIMA é financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT) através da referência UIDP/00350/2020, com sede no Campus Universitário de Gambelas, Edifício 7,  8005-139 FARO PORTUGAL. Tel: 351 289 244 434, 351 289 800 100; E-mail: cima@ualg.pt
Image