fb icon 325x325 f fb icon 325x325 f fb icon 325x325 f fb icon 325x325 f fb icon 325x325 f fb icon 325x325 f

Dia Internacional da Mulher

Dia Internacional da Mulher CIMA

Hoje celebra-se mais um Dia Internacional da Mulher. O CIMA não quis deixar passar em vão esta data, destacando o excelente trabalho desenvolvido diariamente pelas nossas investigadoras. Assim, o CIMA apresenta uma mensagem de uma jovem estudante da Escola Secundária de São Brás, Joana Monteiro, que partilhou este seu texto para todas as mulheres da ciência dos dias de hoje.

Neste dia, reconhece-se a importância e o contributo da mulher na sociedade e são, também, lembradas as conquistas das mulheres. A origem deste dia remete para a luta das mulheres, que trabalhavam em fábricas, na exigência do reconhecimento dos seus direitos e em melhores condições de trabalho. Apesar deste dia ser comemorado desde o início do século XX, e apesar do reconhecimento e da valorização da mulher terem evoluído positivamente desde então, continuam a subsistir desigualdades. Na Ciência e na Investigação é, também, importante que este esforço, para que a mulher seja devidamente reconhecida, seja realizado.


Ao longo dos séculos, as mulheres que desenvolviam as suas atividades na área da Ciência, da Tecnologia, Engenharia e Matemática, tiveram de ser persistentes para alcançarem os seus sonhos e, ainda que o tenham conseguido, permaneceram quase invisíveis. Em Portugal, temos o exemplo de Branca Edmée Marques, nascida a 1899, em Lisboa. Licenciada em Ciências Físico-Químicas, em 1931, partiu para França para prosseguir os seus estudos, o que se revelou difícil, pois as mulheres, naquela época, não podiam sair do país sem a autorização dos maridos. E, para além da autorização do marido, Branca teve, também, de se fazer acompanhar de sua mãe. Em Paris, Branca estudou Física Nuclear, desenvolvendo a sua investigação sob a orientação de Marie Curie. Depois de ter concluído o seu doutoramento, regressou a Portugal e fundou e dirigiu, na Faculdade de Ciências de Lisboa, o Laboratório de Radioquímica. Aos 65 anos, tornou-se a primeira mulher professora catedrática de química, em Portugal, mas teve de esperar 12 anos para ver concretizada a sua candidatura. Branca foi um exemplo de coragem, de superação da desigualdade, e uma inspiração para as cientistas portuguesas.


Apesar dos avanços ocorridos após a revolução do 25 de Abril, constata-se, ainda hoje, que a sociedade portuguesa persiste em atribuir papéis sociais destintos aos dois géneros, secundários à mulher, contribuindo, assim, para a perpetuação dos estereótipos de género, limitando a livre expressão dos talentos de mulheres e homens. Ao longo do seu percurso escolar, raparigas e rapazes são condicionados nas suas escolhas, com impacto nos seus percursos académicos.
Mundialmente, os indicadores mostram que existe um maior número de rapazes em áreas de estudo das Ciências, Tecnologias, Engenharia e Matemática do que raparigas. Deste modo, continua a assistir-se a uma sociedade guiada por estereótipos, que pode estar a fazer com que mulheres ocupem áreas profissionais em que não são tão reconhecidas, e com as quais podem até identificar-se menos.


A realidade mostra que meninas e mulheres evitam estudos relacionados com áreas técnicas e científicas, porque, quando são mais novas, não têm tanto contacto e experiência com essas áreas, sendo a política educacional, o contexto cultural, os esteriótipos e a carência de modelos a seguir, fatores determinantes nessas escolhas.
Mas, ainda que, corajosamente, se decidam por enveredar por essas áreas, as suas dificuldades não terminam aí. Prolongam-se nas dificuldades que encontram para progredir no local de trabalho, na disparidade salarial que encontram, nas dificuldades que enfrentam para conseguir um equilíbrio entre a vida profissional e pessoal, nas dificuldades que têm de ultrapassar para dar resposta às obrigações familiares, nos obstáculos à maternidade. O isolamento e a exclusão, o sentimento de pertença a uma minoria, agravam as dificuldades sentidas.


Que o dia de hoje, pelo seu simbolismo, possa contribuir para a promoção de uma verdadeira igualdade entre mulheres e homens, e a ambos permita experimentar todas as possiblidades que a realidade oferece.
Que o dia de hoje sirva também para que recordemos o contributo que mulheres como Branca Marques, deram a esta causa.
Que o seu exemplo inspire e motive mulheres em todo o mundo a enfrentar os seus problemas, a encontrar as suas respostas, e a prosseguir os seus objetivos com determinação.

Joana Monteiro

Entrevista da Professora Doutora Maria João Bebianno, Diretora do CIMA, à RTP, no programa "No Tempo das Dálias".

https://www.rtp.pt/play/p5384/e450157/no-tempo-das-dalias

More news...

Ocean Action - See you soon in Lisbon

Embora a Conferência das Nacões Unidas sobre os Oceanos das...

Read more

5º Sentinel-3 Validation Team Meeting 7-9 Maio 2019

Estação Espacial Europeia (ESA)/ESRIN, Frascati, Itália (https://www.s3vt.org/)

Read more

20º Congresso sobre Respostas de Poluentes em Organismos Marinhos -…

Maria João Bebianno e Ana Rita Rodrigues participaram no 20º...

Read more

Potential Ecotoxicological Risks of Nanopharmaceuticals in the Aquatic Environment

Maria João Bebianno publica com colegas do CCMAR (Ana Grenha...

Read more

Projeto LIFE Ilhas Barreira

Decorreu nos dia 24 e 25 de Outubro a primeira...

Read more

Minerals Working Group preparou documento com comentários durante a consulta…

A investigadora Nélia Mestre fez parte do grupo de peritos...

Read more

Governação e Sustentabilidade do Mar, desafios presentes e prementes

A Coordenadora do CIMA, Professora Doutora Maria João Bebianno participou...

Read more

Bolsa de Mestre: PlasticSea

Encontra-se aberto concurso para a atribuição de uma Bolsa de...

Read more

A global ‘greening’ of coastal dunes: An integrated consequence of…

A Investigadora Susana Costas voltou a colaborar num trabalho realizado...

Read more

Maria João Bebianno é arguente e preside a jurí de…

Maria João Bebianno é arguente e preside a jurí de...

Read more

Cruzeiro científico do projeto ALSSOMAR a bordo do B/O Sarmiento…

A investigadora do CIMA, Isabel Mendes, participou no cruzeiro científico...

Read more

Taxonomy study of toxic diatoms and dinoflagellates in a shallow…

A investigadora do CIMA, Rita Domingues, ganhou um projeto no...

Read more

Diretora do CIMA agraciada com a Medalha de Mérito Grau…

O Municipio de Faro decidiu atribuir a Maria João Bebianno...

Read more

WACOMA

CIMA received candidates for the MSc Water and Coastal Management. This...

Read more

Ria Formosa: challenges of a coastal lagoon in a changing…

O livro “Ria Formosa: challenges of a coastal lagoon in...

Read more

Incident Command System | WorkShop Online

O Centro de Investigação Marinha e Ambiental organizou nos passados...

Read more

New published article: Barrier island resilience assessment: Applying the ecological…

Aikaterini Kombiadou, Ana Matias, Susana Costas, Ana Rita Carrasco, Theocharis...

Read more

2º Relatório Integrado do Oceano | Nações Unidas (WOA II)

Foi lançado hoje pelas Nações Unidas, com um prefácio do...

Read more

AVISO: 2º concurso para bolsas de doutoramento CIMA

Vimos desta forma informar que o email que deve ser...

Read more

Palynostratigraphic reassessment of the Late Devonian of Bjørnøya, Svalbard

Gilda Lopes, investigadora do CIMA, acaba de publicar um artigo...

Read more

Artigo de Maria João Bebianno para a Revista de Marinha

O oceano é parte do grande sistema terrestre e deve...

Read more

CIMA monitoriza numa semana mais de 100 Km da Costa…

Na última semana, uma equipa do CIMA composta pelos investigadores...

Read more

Prémio do melhor artigo científico ICCS 2019

Investigadores do CIMA Lara Mills, João Janeiro e Flávio Martins...

Read more